Curiosidades

A Teoria das Inteligências Múltiplas em Relação ao Teste do QI

A Teoria das Inteligências Múltiplas em Relação ao Teste do QI

A Teoria das Inteligências Múltiplas em Relação ao QI

  Inteligência tem tamanho?  Como classificá-la?

 No século 20, em Paris o psicólogo Alfred Binet tem como tarefa encontrar um meio de prever quais crianças vindas do interior do país teriam mais condição de se sair bem na escola. O ministro da Educação da França teve a iniciativa a partir de um projeto do governo, que queria oferecer educação especial as crianças. Em 1905  Binet publica um teste de raciocínio verbal e matemático, onde continha questões que testariam a memória e o potencial de resolver problemas de lógica, que tinha como objetivo medir a capacidade de compreensão pura e simples. Logo após o alemão Wilhelm Stern criou um sistema de pontuação padrão para o teste e lhe deu o nome de Intelligenz-Quotient, surgia então o método mais bem sucedido de medir a inteligência, o teste de QI.

A partir do teste de QI,  a mente humana não era mais uma folha em branco para ser preenchida durante a vida, a inteligência passou a ser considerada algo inato, como um produto do que está escrito nos genes. A inteligência passou a ser considerada como um balde que você herda dos seus pais. E a educação é a água. Se o balde for pequeno, não vai caber muita coisa lá dentro.

A teoria das inteligências Múltiplas é contrária a idéia do QI. Segundo o psicólogo Howard Gardner, a nossa inteligência é o resultado de oito processadores mentais diferentes dentro do cérebro, cada um deles responsável por uma habilidade:

  • Inteligência Lógica-matemática – É a capacidade de resolver problemas a partir da lógica, realizar operações matemáticas e investigar questões científicas. Bastante desenvolvida em cientistas.
  • Inteligência Linguistica – Sensibilidade para a lingua escrita e falada, habilidade para aprender linguas, de conversar e convencer com finalidade de alcançar seus objetivos. Capacidade exibida de forma completa pelos poetas, escritores, advogados, locutores.
  • Inteligência Musical – Grande facilidade com sons. Habilidade de compor e apreciar padrões musicais. Presente em grande escala nos cantores, maestros, compositores, dançarinos. Mozart a possuía em abundância.
  • Inteligência Espacial – A capacidade de reconhecer e manipular padrões no espaço. Muito usada para quem trabalha com a coordenação motora e quem tem que compreender o mundo visual. Marinheiros, engenheiros, pintores, escultores, arquitetos possuem inteligência espacial bem desenvolvida.
  • Inteligência  Corporal-Cinestésica – É a habilidade usada para elaborar produtos usando o corpo todo ou partes do corpo, executando movimentos complexos com o próprio corpo. Dançarinos, esportistas, atletas, artistas são bem desenvolvidos nesta inteligência.
  • Inteligência Interpessoal – É a capacidade de compreender pessoas e suas intenções. Encontrada em políticos, vendedores, professores, atores, líderes religiosos em abundância.
  • Inteligência Intrapesoal – Capacidade voltada para si mesmo, entendendo sua próprias intenções, emoções e objetivos. Importante para diagnosticar os próprios erros de raciocínio. Usado para operar efetivamente na vida. Muito presente em psicólogos, cientistas e filósofos.
  • Inteligência Naturalista – É a sensibilidade relacionadas a percepção de padrões da natureza,. Muito comum em membros de tribos indígenas e biólogos.

O que vemos é a pluralidade do intelecto, a mente mutiplicada. Habilidades ignoradas no teste do QI, e que pela teoria das Inteligências Múltiplas fazem parte do que é chamado de inteligência. Segundo Gardner a inteligência não é um conceito único, mas uma soma de várias habilidades. A partir daí conclui-se que cada pessoa pode ser considerado em especialista em um tipo de habilidade.

Cada indivíduo tem seu potencial. Todos temos dificuldades em certas áreas e habilidades em outras. Se potencializarmos nossa habilidade, estaremos definindo nossa inteligência individual específica.

 Você acredita no teste do QI ou na teoria de Gardner sobre as Inteligências Múltiplas??? Deixe seu comentário.

 Fonte – Super-interessante setembro, 2008.

Assuntos do Artigo:
  • teste de inteligencias multiplas
  • inteligências múltiplas teste
  • teste de inteligencia multipla
  • teste inteligencias multiplas
  • teste de inteligência multiplas
  • teste de iteligencias multiplas

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

4 Comentários

  1. Anderson disse:

    Acredito que a forma mais correta seja sim a da inteligencia multipla, porem um teste do modelo VAC aponta a melhor forma de aprendizagem

  2. O Mito do Teste de QI: Usar um teste de QI para medir a inteligência de Einstein, seria como tentar medir o talento literário de Shakespeare com base na velocidade com que ele soletra palavras, isto é, seria tentar medir um conjunto complexo de habilidades requintas por meio de um sistema primário de habilidades simplórias. O fato de Shakespeare ser um dos grandes gênios da Literatura não significa que ele seria capaz de soletrar mais rapidamente do que uma criança mediana, assim como o fato de Einstein ser um dos maiores gênios da Física não significa que ele poderia resolver, num prazo reduzido, alguns problemas simples de Aritmética.

  3. Ivan Denílson disse:

    Boa Tarde!
    Comparar Pelé á Einstein ou á Jobs é compreensível, agora comparar Neymar com eles é uma grande falta de inteligência, o rapaz nem é o melhor do mundo, nem se quer tem a capacidade de ser um Messi na vida, compara-lo á Pelé, Einstein, Steve Jobs ou Bill Gates é inaceitável, daqui poucos anos (entre 10 á 15 anos), poucos ou ninguém vai se lembrar dele, o mesmo aconteceu com Rivelino, Sócrates, Tafaréu, esse programa (O Assunto É – Mecanismos da Inteligência) deveria ser mais racional e imparcial se contendo aos fenômenos momentâneos, ou o que está em evidência na mídia, em minha opinião esse programa é totalmente ridículo, e digo mais, comparar Neymar á esses gênios é uma ofensa inegável á suas mentes brilhantes.

  4. Claudiana disse:

    Tive contato com a teoria das inteligências mútiplas de Gardner, na faculdade e ela fez todo o sentido do mundo pra mim! Achei muito interessante sua contraposição ao teste de QI, pois esse desconsiderava outras inteligências, no entanto, compreendo que para a época o surgimento desse teste foi muito importante, pois foram os passos iniciais no campo do estudo da aprendizagem!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.