Scroll Top

Informação

Carajá e Tapajós – Tudo sobre os Novos Estados Brasileiros, Plebiscito

 

 

               No começo deste mês a Câmara dos Deputados foi a favor da realização de um plebiscito sobre a criação de dois novos estados brasileiros. Os estados de Carajás e Tapajós seriam resultado da divisão do Pará.

               A proposta tem o apoio dos deputados especialmente os que lançaram o projeto de divisão do Piauí. Eles prometem ajudar na aprovação da divisão do Pará porque contam com o apoio dos colegas em seu prebiscito.

               Se for dividido em dois, o Piauí dará origem ao estado de Gurgueia, região ao sul que conta com 87 municípios. 

 

 

               A votação quanto a criação do estado de Carajás está prevista para daqui a 6 meses. Quanto a Tapajós ainda é necessária uma aprovação do Senado.

               Enquanto isso é apresentado um outro projeto desta vez para dividir o Maranhão e criar o estado de Maranhão do Sul, com 49 municípios.

               Mas e você, o que acha da criação desses novos estados??? Comente.

Assuntos do Artigo:
  • novos estados brasileiros 2013
  • estado do tapajós

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (1 Votos, Média: 4,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Carajá e Tapajós – Tudo sobre os Novos Estados Brasileiros, Plebiscito!


9 Comentários

  1. Luiz - jornalista disse:

    ? CRIAR ESTADOS NA REGIÃO NORTE É NACIONALIZAR A AMAZÔNIA COM INVESTIMENTOS, é a presença do poder público na Amazônia brasileira.
    ?
    ? Quero parabenizar , os senadores pela coragem de levantar um problema de segurança nacional e pensar em criar um pólo de desenvolvimento e segurança nacional. Essa região é absolutamente esquecida por nossas autoridades, um região onde vivem milhares de brasileiros que foram condenados ao isolamento e deixados em uma zona de fronteira sem a devida vigilância de fronteira. O desmando e a falta da presença do poder público nessa região fragilizada ao narcotrafico. Não se justifica em nosso país termos o Estado do Amazonas maior que muitos países vizinho ao Brasil, inclusive países da Europa e termos Estados pequenos como Alagoas e Sergipe.È preciso criar o Estado de Solimões para que essas cidades do extremo oeste do Amazonas sejam acolhidas com a presença do poder público. Assim como o Estado do Tapajós será uma realidade futura, o estado do Solimões também deve ter sua devida atenção.Basta vontade política para isso e confio na competência e articulação política que nossos deputados e senadores da amazonia darão força a este projeto criar o estado do Solimões e Rio Negro. Srs, levantem essa bandeira, crie o futuro do Brasil e dessa região.. Dê a oportunidade dos moradores dessa região decidir democraticamente em plebiscito e o desenvolvimento dessa região. É PRECISO PENSAR EM DIVIDIR O ESTADO DO AMAZONAS PARA CRIAR OS ESTADOS DO SOLIMÕES, COM CAPITAL TABATINGA E O ESTADO DO RIO NEGRO, COM CAPITAL TEFÉ.

  2. Junto com isto vem mais gastos para manter os novos estados, com seus novos politicos…

  3. Renan Alexander disse:

    Chegou o emprego através dos novos estados para o região mais abandonada do Brasil. O Pará locais entregue aos pistoleiro.

  4. Renan Alexander disse:

    Aff! Agora vai pode cria obras e empregos com esse dois estado! Para o pessoal dessa região que vive da pistolagem possa mudar de emprego! Viva o Tapajós e o Carajás…

  5. Marcio disse:

    Desde que dividam também os recursos gastos com os deputados, senadores e tudo mais, ótimo. Ou pelo menos reduzam os gastos. Pois o que se gasta com os políticos no Brasil é um absurdo, os mais altos custos do mundo !!!

  6. Valdemilson Conceiçao disse:

    Humm, penso que deve ser criado novos estados no Brasil e assim poder dividir melhor o território Nacional, pois penso que há uma verdadeiro abuso por parte da maioria dos atuais estados brasileiros com os seus respectivos municipios, aproveito a ocasião para sugerir a mudança do nome do Estado de Pernambuco para Estado da Marambaia, por que soa até melhor.

  7. Claudianor Carvalho de Sousa disse:

    A DIVISAO TRAZ O DESENVOLVIMENTO E MAS QUALIDADE DE VIDA. ISSO ACONTECEU NO NOVO ESTADO DO TOCANTINS A SAUDE FICOU MELHOR AS CIDADE FICARAM MAS LINDAS O POVO E MAS FELIZ . UM ESTADO MENOR E FACIL DE ADMINISTRAR. QUEM MORA NO SUL DO PARÁ SENTE ABANDONADO PELO GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ,POIS, A RODOVIA QUE LIGA CONCEIÇAO A BELEM , NEM TEM ACOSTAMENTO . AS CIDADE DO SUL DO PARÁ ESTAO CADA DIA ABANDONADA ,POIS, CONCEIÇAO DO ARAGUAIA, REDENÇAO, RIO MARIA , XINGUARA PRECISAM URGENTEMENTE DE REDE DE ESGOTO E PAVIMENTAÇAO NA RUA DESSAS CIDADE. FALTAM NESTAS CIDADE ATERRO SANITARIO PARA O LIXO . OS HOSPITAIS PRECISAM URGENTEMENTE DE MAS PROFISSIONAIS NA SAUDE E MAS APARELHOS DE ULTIMA GERAÇAO. ENFIM SE EU FOR FALA DO ABANDONO E PASSO A NOITE INTEIRIA AQUI NESTE COMENTARIO. UM ESTADO NOVO E NECESSIDADE PARA O POVO TAO SOFRIDO. VOTE SIM POR FAVOR .

  8. Jason disse:

    A divisão de alguns Estados da União, formando assim, novas unidades federativas é uma proposta muito mais antiga do que a fundação de Brasília, defendida inclusive por ilustres personagens da nossa história como: os estadistas Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek {os maiores estadistas que o Brasil já teve em toda a sua história, eles foram os percursores da modernização da economia nacional}, pelo marechal Cândido Rondon e pelo geógrafo Milton dos Santos, visando levar o progresso econômico para as regiões desassistidas pelo poder público, afastadas e isoladas do país. E tudo o que os parlamentares: Sebastião Madeira e Ronaldo Dimas (autores da FRENTE PARLAMENTAR SOBRE A CRIAÇÃO DE NOVAS UNIDADES FEDERATIVAS ATÉ 2015, ambos contam com o apoio do 1º ex-Governador Estadual do Tocantins: Siqueira Campos), apenas desengavetaram esse projeto há mais de 40 anos tramitando no Congresso e no Senado.
    Por ser mal dividido geograficamente, é mal assessorado também pelo poder público, e é exatamente aí onde se esconde os piores bolsões de pobreza absoluta, aliás Getúlio Vargas criou o IBGE em 1938 para essa finalidade, isto é, para monitorar essas áreas tão remotas, onde sequer o próprio IBGE não consegue detectar nas estatísticas do censo, sequer alguns municípios dessas áreas aparecem no mapa geográfico brasileiro. Infelizmente esse é um lado ainda desconhecido pelo poder público, ignorado por cidadãos egoístas e mesquinhos que se utilizam dissimuladamente de uma falsa preocupação “com o aumento do orçamento da União… ou ainda com o aumento da máquina pública” – balela! Essa falsa preocupação, tudo não passa de um pretexto só para mascarar o verdadeiro egoismo, fingindo não querer enxergar essa realidade do descontentamento dos separatistas que lutam por uma vida melhor e por isso querem sair do anonimato miserável.

  9. Bom Senso disse:

    Acho que deveria ser criado somente estados com mais ou menos 250 mil km² o tamanho do estado de São Paulo.Com essa divisão muitos estados a serem criados serão inviáveis economicamente e sobreviverão das migalhas do Governo Federal.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: