Animais

Castração Animal: Cães e Gatos, Quando Castrar, Dicas

Castração Animal: Cães e Gatos, Quando Castrar, Dicas

castração-animalGanhou ou comprou um animalzinho e não sabe como e quando castrar. Se você tem um cão ou gato e não quer que ele cruze e tenha filhotes, a maneira mais garantida e que eles não gerem filhotes é castrando seu animalzinho.

Cuidar de um cãozinho ou gatinho não se limita a dar uma boa alimentação e casa, devemos ter por eles muito amor e carinho e mostrar isso na maneira em que tratados de assuntos relacionados a eles.

A castração animal é uma questão muito importante e que deve ser lavada a sério. Evitar acasalamento indesejável, controlar o nascimento de filhotes e a superpoluação animal é dever do dono do animal, portanto a castração animal é quase que obrigatório nas condições citadas.

Segundo médicos veterinários, a castração é benéfica física e comportamental aos animais e proporcionam anos a mais de vida.

 

Quando  e como fazer a castração animal

 

Os filhotes podem ser castrados entre o 4  e 5 meses de idade, após completarem a imunização inicial. As fêmeas devem ser cadastradas antes do aparecimento do primeiro cio. Tanto os cãezinhos como as fêmeas castradas são mais saudáveis, alegres e comportadas e diminuem os aborrecimentos relacionados a não castração.

A castração é feita de maneira segura e responsável. Nos machos a cirurgia de castração é mais simples, pois os testículos ficam nas bolsas escrotais. Nas fêmeas, a intervenção cirúrgica é mais delicada, porque os órgãos reprodutores úteros e ovários são internos, na região intra-abdominal.

A recuperação da castração animal é rápida e tranquila, em apenas sete dias tudo estará normal, pois as incisões são pequenas com suturas de fácil cicatrização.

 

Porque a castração animal é importante

 

Nas fêmeas:

  • Início da fase reprodutiva, evitando cruzamento e gestação indesejada;
  • Prevenção de patologias como piometra (infecção uterina);
  • A castração antes do primeiro cio, favorece a alteração da patologia e predisposição às neoplasias mamárias;
  • Evitar pseudociese ou gravidez psicológica;
  • Evitar a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis.

Nos machos:

  • Cruzamento indesejável, quandp se tem uma ou mais fêmea no local;
  • Prevenção de patologias como neoplasias em órgãos reprodutivos;
  • Aumento de órgãos causado pela estimulação do hormõnio produzido pelos testículos como a hiperplasia porstática;
  • Brigas com animais para demarcar território;
  • Fugir para cruzar com fêmeas de rua, causando a superpopulação de animais errantes e a transmissão de doenças venéreas;
  • Impedir a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis.

A castração favorece que o animal engorde, o que pode ser controlado com alimentação balanceada e exercícios diário. Alimentos ou guloseimas não saudáveis devem ser evitadas.

Em São Paulo, temos um Hospital Público para animais ou Veterinário, que já está funcionando. O hospital público de animais é direcionado para pessoas que não tem condições de pagar um tratamento ou cirurgia para seu animal. Confira abaixo endereço:

Hospital Público Veterinário de São Paulo
Rua Professor Carlos Zagotis, 3, Tatuapé.

Gostou das dicas sobre castração animal? Comente aqui no blog Essas e Outras. Obrigada pela visita e até mais…

Fonte – Revista Drogaria São Paulo.

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.