Resumos

Circulação Venosa – Fatores que modificam o Retorno Venoso

Circulação Venosa – Fatores que modificam o Retorno Venoso, Veias e Vênulas

coracao-circulação-venosa-No sistema circulatório as vênulas e veias, por serem mais complacentes e terem uma luz maior, atuam como reservatórios de volume, abrigando cerca de 75% de todo o sangue que temos em nosso corpo. Com esse sangue é promovido o enchimento cardíaco, que também recebe o nome de pré-carga ou retorno venoso do coração.

O gradiente de pressão no leito venoso, que garante a propulsão do sangue para a periferia do coração, é de cerca de 15 mmHg, mas existem fatores, físicos e fisiológicos, capazes de alterar o volume de sangue que retorna ao coração.

FATORES QUE MODIFICAM O RETORNO VENOSO

  1. GRADIENTE DE PRESSÃO VENOSA: alterações na pressão venosa central (PVC = pressão do átrio direito) modificam o retorno venoso e com isso, a curva de função vascular. Quanto maior a pressão no átrio direito, menor a função vascular, havendo assim uma redução do gradiente de pressão venosa.
  2. POSTURA (efeitos gravitacionais): o retorno venoso é mais eficaz na posição supina, mas insuficiente na posição ereta (70% do sangue está abaixo do nível do coração, fazendo com que o efeito gravitacional se oponha ao retorno venoso e haja um aumento da pressão da coluna líquida), o que torna necessários alguns mecanismos de compensação.
  3. VÁLVULAS VENOSAS: impedem a volta do sangue para a periferia, fracionando a coluna líquida e reduzindo a pressão venosa. As varizes impedem o bom fechamento dessas válvulas e prejudicam o retorno do sangue ao coração.
  4. 4. BOMBA MUSCULAR ESQUELÉTICA: a musculatura esquelética dos membros inferiores comprime as veias durante os movimentos, de modo a favorecer o retorno venoso.
  5. 5. BOMBA RESPIRATÓRIA: o movimento do tórax durante a respiração comprime as veias, com uma ação que se opõe ao efeito gravitacional e facilita o retorno venoso.
  6. 6. TÔNUS VENOSO: quanto maior o tônus venoso, maior a capacidade de vasoconstrição e maior o retorno venoso. O músculo liso vascular também é excitável, tem automatismo, contratilidade e condutibilidade, o que permite a ativação da miogênese promovendo vasoconstrição e aumento da pré-carga do coração.
  7. ESTIMULAÇÃO SIMPÁTICA: havendo maior tônus simpático, há maior vasoconstrição e maior retorno venoso.
  8. VOLEMIA: havendo maior volemia, há um aumento da pré-carga que significa maior retorno venoso.
  9. DISTENCIBILIDADE: a complacência ventricular influencia propriedades diastólicas do ventrículo.
  10. TEMPERATURA: quanto maior a temperatura, maior a capacitância venosa e maior o retorno venoso.

Escreva seu comentário do resumo sobre Circulação Venosa – Fatores que modificam o Retorno Venoso, Veias e Vênulas.

Fonte – AIRES, Margarida de Mello. Fisiologia. 3ª Ed. Fisiologia Cardiovascular.

Assuntos do Artigo:
  • fatores que interferem no retorno venoso ao atrio direito do coração
  • fatores que interferem o retorno venoso
  • fatores que modificam a pre carga

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.