Horta e Jardinagem

Como Podar um Pé de Rosa – Lua Certa, Melhor Época, Dicas para Fazer Poda de Roseira

Como Podar um Pé de Rosa

Cultivada há mais de 5 mil anos, a roseira é uma planta popular, muito conhecida e suas flores, com cores e tamanhos variados fazem parte de grandes eventos e lindas histórias de amor. Em vasos, ramalhetes, muitas ou solitária, elas compõe momentos de ternura e delicadeza com sua beleza e força. A rosa representa amor, beleza perfeição e decora jardins, casas, festas, com seus lindos botões e flores abertas. Ter em casa uma roseira é quase que uma tradição e a planta nos presenteia o ano todo com suas flores que podem ser rosa vermelhas, amarelas, rosa em tons variados, mescladas, brancas que chamam a atenção de quem as vê.

Cultivar roseira não requer muitos cuidados, além do solo com boa drenagem e fértil, a rega, adubação e podas tão necessárias. Uma roseira sem poda vai crescer além do normal e enfraquecer a planta, podar um pé de rosa é um cuidado essencial para que tenhamos rosas lindas o ano todo.

poda-radical-em-roseira-de-30-anos

Como podar um pé de rosa

Poda anual

Um tema que tem controvérsia é se a lua tem influência sobre as plantas. Segundo estudiosos no assunto e pessoas mais antigas, a lua interfere sim no desenvolvimento das plantas e escolher a lua certa para podar um pé de rosa vai resultar em brotos fortes e muitas rosas. Ao contrário do que se pensa a melhor lua para podar roseira é a minguante, em especial a última lua minguante do inverno, já que nesta fase da lua, o amido da roseira, substância que dá energia a brotações e se concentra na planta na época da dormência e germinação, vai estar na parte inferior da roseira, pronto para revigorar a planta com interferência positiva da lua cheia quatro semanas após a poda anual.

A poda necessária para o bom desenvolvimento da roseira é a poda anual, feita na última lua minguante do inverno para quem acredita na influência da lua ou deve ser feita do final de julho até no máximo em setembro dependendo da região. Os dias frios do inverno são considerados os melhores para podar um pé de rosa e as novas hastes vão nascer com novos botões.

como-cuidar-de-um-pé-de-rosa

 A poda anual pode ser radical ou parcial:

 A poda radical ou baixa é quando cortamos grande parte da roseira, deixando 50 cm acima da enxertia para roseiras comuns e 20 a 25 cm da enxertia para roseiras mini e poda deixando 80 a 1m após a enxertia em rosas cercas-vivas e roseiras arbustivas.

A poda radical é feita quando a roseira está prejudicada afim de uma renovação. A poda radical é feita a cada 3 a 4 anos.

 A poda parcial também é anual e é feita para limpeza de todos os tipos de roseiras, onde são cortados os galhos secos, as hastes que já floriram, as hastes finas, deixando apenas as mais grossas e fortes. O corte deve respeitar as gemas inferiores, de onde surgirão novos brotos.

Podar com tesoura própria, na diagonal sem mastigar as hastes com 1 cm acima da gema que fica abaixo do corte.

Adubação após a poda

Em seguida a poda radical ou baixa é colocado fertilizante a cada sete dias por 2 meses.

Em seguida a poda parcial é colocada fertilizante a cada quinze dias por dois meses.

O fertilizante mais usado é o NPK 15-30-15.

Durante o ano, conforme as rosas vão nascendo é feita a poda para retirada dos botões para decoração ou da flor já seca, onde se corta a haste com em média 30 cm.

Com alguns cuidados como poda, adubação, proteção de pragas, regar um pé de rosa pode produzir muitas flores ao longo dos anos. Estas rosas das fotos são de uma roseira com mais de 30 anos, onde é feito a poda anual para manter o tamanho e a renovação da planta.

A próxima poda será radical, para renovar a roseira.

Escreva sua dica, dúvida ou comentário sobre nossa matéria de como podar um pé de rosa.

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.