Artes

Diego Rivera – Artista Plástico Mexicano – 08/12/11 125º Aniversário

Tudo sobre Diego Rivera – Artista Plástico Mexicano – 08/12/11 125º Aniversário

Diego Rivera

Diego Maria de La Concepcioon Juan Nepomuceno Estanislau de La Rivera, Conhecido como Diego Rivera, é um dos maiores artista plástico mexicano.

Diego Rivera,  nasceu no dia 08 de dezembro de 1886 na cidade de Guanajuato, México, de origem judáica.

Estudou na Academia de Bellas Artes de San Carlos, no México, indo a Europa dar continuidade aos estudos com 21 anos, graças a uma bolsa de estudo, onde permaneceu de 1907 a 1921.

Na Europa, Diego Rivera conheceu artistas famosos, como Pablo Picasso, Juan Miró, Salvador Dalí e o arquiteto catalão Antoni Gaudí, o que enriqueceu e influenciou muito suas obras e vida artística.

Rivera foi conhecido pelos seus murais, que junto com artistas como José Clemente Orozco e David Siqueiros, criaram o movimento muralístico mexicano, o que levaria a arte até o povo, voltando a apreciar, valorizar e o enriquecer culturalmente. Rivera era contra pintura  de cavalete, considerando-a burguesa, por ficar restrita a coleções particulares. Comunista, mostrava sua ideologia em suas obras, numa forma de militância politica.

Sueño de una Tarde Dominical en la Alameda Central – 1947.

Diego Rivera retratava em suas obras os indígenas, mostrando sua face socio-histórica de uma forma que não condizia com a realidade, mas idealizada. Seus personagens eram inspirados na pintura renascentista e sua experiência de vida com o cubismo.

Mostrou seu talento em mais de 5 mil desenhos, 2 mil quadros e aproximadamente 4 mil metros quadrados de pintura em mural. Sua obra visava mostrar a história social e politica mexicana, retratando a vida e o trabalho do seu povo, suas terras e heróis, num combate a injustiças.

Sua primeira esposa foi Angelina Beloff, pintora Russa, que morreu logo após ter um filho.  Casou-se pela segunda vez , em 1929, com a pintora mexicana Frida Kahlo, que morreu envenenada por uma das amantes de Diego. Em 1930 foi aos Estados Unidos onde deixou sua marca, com pinturas em murais que fez durante os quatro anos que esteve por lá.

Diego Rivera era ateu e considerava as religiões uma forma de neurose coletiva. Este pensamento foi registrado no mural "Sonhos de um Domingo na Alameda", onde Rivera mostrava Ignacio Ramírez segurando um cartaz onde tinha a inscrição: "Deus não existe". O trabalho sofreu muita crítica e só pode ser visto 9 anos após ser pintado, com a condição de tirar a frase polêmica. Veja abaixo algumas obras de Diego Rivera:

Obras de Diego Rivera

The Flower Carrier – 1935.

Diego Rivera

Deixe aqui seu comentário sobre a vida e obras de Diego Rivera.

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.