Scroll Top

Dietas e Exercícios Físicos

Dieta mediterrânea: O que Comer, Alimentos, Benefícios

Dieta Mediterrânea – Dicas sobre dieta mediterrânea, benefícios e o que comer

dieta-mediterraneaA dieta mediterrânea é uma maneira de se alimentar que se associada a outros hábitos, faz bem à saúde e reduz o risco de doenças do coração. Seguir a dieta mediterrânea vai alé de comer certos alimentos, e deve ser acompanhada de exercícios físicos além da boa alimentação. A dieta mediterrânea é um estilo de vida que pode reduzir a pressão arterial, o colesterol e o açúcar no sangue ou a glicemia.

Fazer dietas e mudar o hábito alimentar é muito saudável, a educação alimentar deve ser uma preocupação de todos e se for acompanhada com atividade física se torna a dieta ideal.

A dieta mediterrânea defende o princípio de que uma boa alimentação deve ser baseada em mais peixes, frutas, verduras, uma pequena dose diária de vinho(procure antes orientação médica), azeite, menos sal e gordura saturada levando a longevidade. Seguir a dieta mediterrânea significa menos doenças cardio-vasculares, melhorar a circulação de sangue, obesidade, diabetes entre outras. Especialistas explicam que 30% de doenças do coração e infartos podem ser evitados em pessoas com risco alto se aderirem a dieta mediterrânea, aumentando a expectativa de vida.

Inspirada na cultura e nos costumes das pessoas que vivem na região Sul da Itália, Grécia e Espanha, (daí o nome dieta mediterrânea), onde o índice de doenças do coração é quase nulo. Estes índices levaram a criação da dieta mediterrânea, baseada numa alimentação com pouco sal, poucos alimentos industrializados e pouca gordura de origem animal, com como já mencionamos, uma ingestão maior de frutas, legumes, vitaminas de frutas, minerais e antioxidantes.

As principais características na dieta mediterrânea são optar pelo uso de alguns alimentos, confira abaixo:

Principais alimentos da dieta mediterrânea

  • Azeite de oliva como principal fonte de gordura na alimentação
  • Maior consumo de vegetais, frutas, grãos, cereais
  • Ingerir peixes e aves semanalmente, em quantidades moderadas
  • Comer diariamente frutas secas oleaginosas (nozes e similares)
  • Comer em quantidades moderadas, produtos lácteos diariamente,
  • Ingerir ovos (no máximo, quatro vezes por semana)
  • Evitar o consumo excessivo de carnes vermelhas (ingerir no máximo, duas x por semana)

Como substituir alimento na dieta mediterrânea

Dentro da realidade dos brasileiros, em que alguns produtos da dieta mediterrânea podem ser considerados caros para a maioria das pessoas, é recomendado escolhas inteligentes, trocando ingredientes mais caros da dieta mediterrânea por outros com a mesma função porém mais barato. Veja a seguir:

  • Os grãos integrais, frutas, legumes e verduras não devem faltar a nossa mesa, pois temos em abundância;
  • .O vinho pode ser substituído por um suco de frutas vermelhas ou de uva;
  • As amêndoas e nozes, podem ser trocadas por castanhas do Pará;
  • O arroz integral e chia são acessíveis;
  • Trocar o azeite, pelo óleo de canola;
  • No lugar dos peixes, do salmão por exemplo podemos usar as sardinhas assadas ou grelhadas.
  • Se possível, trocar o açúcar refinado pelo açúcar mascavo ou mel;
  • Comer 5 porções de frutas da época e legumes por dia são hábitos saudáveis.
  • O tomate, presente na dieta mediterrânea deve ser ingerido cozidos e acompanhado de azeite, para que seus nutrientes sejam melhores absorvidos. Caso o tomate esteja com preço alto ou não agradar, pode ser substituído por molho de tomate, melancia, goiaba e mamão.

Dicas de como aderir dieta mediterrânea:

  • Use mais azeite, substituindo a manteiga ou a margarina no preparo de alguns alimentos.
  • Compre grãos e cereais integrais como feijões, ervilhas, lentilha, arroz e macarrão integral.
  • Tenha á mão frutas frescas da época picadas, guarde-as em potes na geladeira.
  • Use e abuse de vegetais da estação como brócolis, vagem, couve-flor, beringela, abóbora, cenoura, beterraba entre outros e folhas, temperando com azeite extra-virgem, limão e ervas.
  • Coma menos carne vermelha e mais peixe. A sardinha grelhada é uma boa dica com preço baixo.

Para a sobremesa coma frutas frescas maduras, ou frutas secas ou desidratadas se não dispensa um doce. As sobremesa mais doces, só em ocasiões especiais.

Na dieta mediterrânea o importante é a qualidade e não a quantidade. Procure equilibrar o consumo diário de alimentos com o gasto diário de energia.

Gostou das dicas sobre dieta mediterrânea? Comente aqui no blog Essas e Outras. Estaremos sempre buscando dicas e maneira saudável de se alimentar.

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Dieta mediterrânea: O que Comer, Alimentos, Benefícios!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: