Educação

Dislexia: Mitos e Verdades da Dificuldade de Aprendizado, Tudo sobre

A Dislexia é um transtorno que, segundo a Associação Brasileira de Dislexia, acomete até 175 da população mundial. Caracterizado pela dificuldade de aprendizado, ele costuma ser descoberto ainda na infância quando as crianças passam a apresentar dificuldades em ler, escrever ou processar informações.

O transtorno tem graus variados mas em geral ele afeta a capacidade de extração de conteúdo pela leitura fazendo com que quem o possui não consiga associar adequadamente os fonemas às letras. Embora seja relativamente frequente, a Dislexia é pouco conhecida pela população.

Por isso neste post nós separamos os Mitos e Verdades da Dislexia. Confira:

Mitos:

* A dislexia é sinônimo de baixa capacidade intelectual: o transtorno pode se manisfestar em pessoas com inteligência normal ou até mesmo superior. Basta pensar que Albert Einstein, Leonardo da Vinci, Agatha Christie e Thomas Edison eram disléxicos.

* A mudança de atitudes pode ajudar quem possui dislexia: a dislexia não significa desatenção, falta de motivação,  baixa inteligência ou problemas emocionais, logo, independe do comportamento do portador.

* Toda a crianças que apresenta dificuldade na leitura ten dislexia: todo disléxico tem dificuldades para leitura, mas fatores como inadequação do método de ensino em algumas situações também geral dificuldades.

 Verdades:

* A dislexia pode ter determinantes genéticos: de fato a predisposição à dislexia está provavelmente impressa nos cromossomos. A chance do filho de um disléxico desenvolver a doença gira em torno de 40 % .

* Existe tratamento paa a dislexia: embora seja um distúrbio crônico, a dislexia pode ser tratada com intervenções psicopedagógicas e fonoaudiológicas.

* Existem sinais de alerta para a dislexia: a criança com dislexia tem dificuldade na leitura, tende a trocar letras, cometer inversões silábicas, omissões e tem muita dificuldade de compreensão.

O que você achou do post? E das informações? Deixe o seu comentário.

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.