Saúde e Bem Estar

Doenças do Futuro – Como Evitar ou Prevenir, Causas e Cuidados

Doenças do Futuro – Como Evitar ou Prevenir, Causas e Cuidados

doenças-do-futuro-como-evitar-cuidadosCom o aumento da longevidade, a população idosa tende a crescer, o que acarreta um índice maior de doenças relacionada a ela, mais o desiquilibrio do meio ambiente, com o excesso da poluição, a correria do dia a dia da vida agitada, algumas doenças tendem a aumentar entre a humanidade. São doenças consideradas doenças do futuro, que apesar da luta do homem em busca da cura, mitas delas continuam  a atemorizar-nos.

Estudos apontam  algumas doenças como doenças do futuro, confira:

Alzheimer – com o aumento da população idosa causado pela maior longevidade, a doença de Alzheimer que atingi principalmente pessoas com mais de 60 anos tende a crescer. O mal,  que causa  a perda da memória, que  progride para a incapacidade de fazer tarefas comuns do dia a dia, chegando por fim  ao não reconhecimento de familiares e amigos próximos, ameaça cada vez mais.

Doença que cunho genético e fatores hormonais, o alzheimer pode ser evitado em grande parte com a busca de uma qualidade de vida melhor, livre do fumo, do estresse, das bebidas alcoólicas, cuidado com o controle de peso e procurar ter boas noites de sono.

Aids – doença causada pelo vírus HIV, que já atingiu mais de 35 milhões de pessoas no mundo todo e que ainda vem sendo diagnosticado em novos casos a cada dia. Apesar das medicações que  diminuem a multiplicação do vírus, do aumento de sobrevida das pessoas infectadas, de adiar o começa dos sintomas da aids e o não comprometimento das células do sistema imunológico, é considerada um mal incurável.

Cuidados como o uso de preservativo, ter uma vida com menos parceiros possíveis e sempre se protegendo, mais os cuidados com o uso de produtos descartáveis na área da saúde são fundamentais para evitar a contaminação com o vírus HIV,  causador da aids.

Artrose – doença da idade, ou seja, que inevitavelmente se manifesta num processo natural de envelhecimento, sem cura, mas que pode ser controlada. A partir dos 40 anos em média, ou causado pelo excesso de peso e sedentarismo, a artrose ataca os ossos daas pessoas, com fortes dores entre os sintomas.

O melhor modo de controlar e tentar evitar artrose é ter uma vida ativa, com prática de exercícios físicos e com  controle do peso corporal.

Asma – o aumento da poluição leva inevitavelmente a crise de asma em pessoas com predisposção, sendo já 150 milhões de pessoas que sofrem do mal, segundo dados da Organização Mundial da Saúde. Nas grandes cidades, o risco de adquirir a asma é crescente e o tratamento é feito com broncodilatadores. O que fazer para eviatr a poluição? Eis uma pergunta que se dada a resposta com solução, ajudaria salvar o mundo desta contaminação ambiental.

Câncer – são mais de 100 tipos de câncer, que assola e mata 8 milhões de pessoas anualmente no mundo todo. Cerca de 90% deles são curáveis se detectados a tempo, ou seja descoberto e tratado em tempo hábil. Cuidados  como não fumar para o câncer do pulmão, manter uma vida tranquila, saudável, livre de mágoas e tribulações e procurar o médico mediante pequenas suspeitas e autoexames é fundamental para evitar o câncer.

Depressão – doença que envolve fatores genéticos, psicossociais e neuroquímicos e que já afeta mais de 120 milhões de pessoas, prometendo manter-se  atacando mais pessoas ao passar dos anos. Perdas drásticas como morte de entes queridos, frustações, desilusões, doenças graves, estresse entres outras causas, fazem que a depressão cresça mais e mais entre a população.

Esteatose hepática – doença do fígado causada por hábitos alimentares errados, excesso de peso, sedentarismo e abuso em bebidas alcoólicas, que pode levar a cirrose hepática, comprometendo o fígado. A alimentação saudável, livre do excesso de gordura animal, álcool podem evitar lesões hepáticas graves que podem causar a morte.

Obesidade – o exceso de peso causado por excesso de gordura, consumo exagerado de fast-food da vida moderna, falta de tempo para fazer uma refeição saudável e equilibrada leva a obesidade, que pode gerar doenças graves como diabetes, pressão-alta, infarto e outras doenças crônicas que comprometem a vida do ser humano.

Viver mais e viver bem, com qualidade de vida é o que todos desejam, mas para alcançar a longevidade é preciso saber viver, buscando bons hábitos que levarão a uma vida com menos doenças possível.

Escreva seu comentário sobre as dicas de como driblar as doenças do futuro.

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.