Scroll Top

Meio Ambiente

Enchentes – Saiba Por que este já é um dos Maiores Problemas do Brasil

              As enchentes já são de longe o maior problema atual das grandes cidades.

             Basta chover um pouco mais, que os rios transbordam. Sem ter para onde escorrer, a água se acumula nas ruas e invade a casa das pessoas, acabando com patrimônio e até mesmo com a vida de algumas pessoas.

             O pior de tudo é que o problema das enchentes pode ser consderado uma junção de fatores onde é impossível achar um culpado.

           A falta de planejamento na urbanização de áreas pode ser considerado um desses fatores. O asfaltamento das ruas e de regiões antes florestadas, faz com que a água não tenha por onde escorrer. Além de prejudicar a formação de lençõis freáticos, isso faz com que a água atinja níneis alarmantes e leve consigo a vida das pessoas.

           Não podemos achar que a população não tem culpa. Outro fator que agrava a situação é a grande quantidade de lixo que é jogado diariamente nas ruas. Logo que começa a chover, esse lixo acaba sendo arrastado e entupindo as famosas “bocas-delobo”. Com a pavimentação e sem as bocas de lobo, a água da chuva fica literalmente sem ter para onde ir, e acaba causando trajédias como as que temos visto todos os dias.

           Considerando que este é um problema que não afeta 100% da população, devemos considerar que muitas pessoas não se preocupam por não sentirem na pele a desolação de quem vê uma enchente invadir a sua casa.   

 

           Devemos fazer a nossa parte com gestos simples e evitar mais trajédias como as que temos visto com tanta frequência!

Assuntos do Artigo:
  • MAIORES EMCHENTES NO BRASIL

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Enchentes – Saiba Por que este já é um dos Maiores Problemas do Brasil!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: