Scroll Top

Resumos

Fisiologia e Crescimento Bacteriano – Resumo

Fisiologia e Crescimento Bacteriano – Resumo

Algumas bactérias são fotossintéticas (clorofila ou bacterioclorofila), outras são litotróficas (compostos inorgânicos) ou organotróficas (doadores orgânicos de elétrons).

As bactérias de interesse médico têm metabolismo quimio-organotrófico, necessitando de uma fonte de carbono, com a qual vão sintetizar suas estruturas (ex. glicose) e uma fonte de energia (ex: respiração ou fermentação).

* As bactérias podem fazer:

1) só fermentação;

2) só respiração (02 como aceptor final de elétrons);

3) só respiração (outros aceptores finais de elétrons);   

4) fermentação + respiração (O2) + respiração (outros aceptores);

Relação com o O2:

  • aeróbias – exigem a presença de O2 livre.
  • microaerófilas – exigem pequenas quantidades de O2 e não o toleram em pressões normais atmosféricas.
  • anaeróbias estritas – não toleram a presença de O2 livre.
  • anaeróbias não-estritas – não utilizam O2 atmosférico, mas ele não é tóxico.
  • facultativas – podem crescer na presença ou ausência de O2.

Crescimento bacteriano

Os fatores de crescimento são compostos orgânicos fundamentais, que as bactérias não conseguem sintetizar sozinhas. Esse crescimento pode ser influenciado pela temperatura, pH, O2 e salinidade.

É possível distinguir, numa curva de crescimento em sistema fechado, as seguintes fases:

  1. Fase de Lag – adaptação da cultura (ligeiro ou nenhum crescimento).
  2. Fase Log – divisão das células e atividade metabólica máxima (grande crescimento).
  3. Fase estacionária – falta de nutrientes, acúmulo de metabólitos tóxicos e de fatores que sinalizam a presença de grande quantidade de indivíduos na cultura (redução do crescimento, platô).
  4. Fase de declínio – morte relacionada à natureza ou concentração dos fatores limitantes (há outras causas ainda desconhecidas).

fisiologia-e-crescimento-bacteriano-resumo-

Biofilmes: comunidades altamente organizadas de bactérias em que há cooperação mútua, que se formam em ambientes com a presença de fluidos. Havendo uma superfície viva ou inerte, há a adesão dos primeiros micro-organismos seguida pelo acúmulo e crescimento, em forma de cogumelo ou pilar. Nessas comunidades as bactérias adotam um comportamento diferente, explicado pela ativação de genes para a comunicação, entre outros. Com isso, são vantagens do biofilme:

  • maior disponibilidade de nutrientes;
  • maior resistência à microbianos
  • maior potencial de dispersão;
  • maior aquisição de novos genes, devido à proximidade aumentada;

Meios de cultura

Composição: podem ser classificados em definidos ou indefinidos (complexos).

Consistência: sólido, semi-sólido ou líquido.

Finalidade: 1) seletivo – promove a inibição de micro-organismos que não sejam de interesse para o estudo.

2) diferencial – promove a diferenciação visual dos diferentes micro-organismos (indicador).

3) enriquecimento – rico em nutrientes que favorecem o crescimento bacteriano.

Comente o resumo sobre Fisiologia e Crescimento Bacteriano.

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Fisiologia e Crescimento Bacteriano – Resumo!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: