Scroll Top

Música

História da Música Brasileira: 1º e 2º Vídeo, Relatos, Músicas, Época

A História da Música Brasileira é rica e fascinante. Veja no vídeo abaixo 0 primeiro capítulo, a introdução, que relata com riqueza de detalhes os primeiros tempos da música no Brasil.

Em uma série de 10 capítulos produzida por Ricardo Kanji (criador, diretor artístico e apresentador); Ricardo Maranhão (historiador); Paulo Castagna (musicólogo); Reinaldo Volpato (diretor de TV) e Vox Brasiliensis Coro e Orquestra, dirigida por Ricardo Kanji, em 1999. Será contado, com ilustrações belíssimas e fatos imprescindíveis e indispensáveis para quem quer conhecer um pouco da  História da Música Brasileira, a partir dos nossos primeiros habitantes, os índios.

Um relato em vídeo maravilhoso capaz de nos “levar”  aquele tempo relatado e sentir uma emoção incrível.

O primeiro capítulo da História da Música Brasileira inicia-se com a  orquestra Vox Brasiliensis, executando a Abertura Zemira de José Maurício Nunes Garcia, a obra que se tornou a vinheta sonora e visual da série. Ricardo Kanji apresenta, em seguida, uma introdução ao projeto, que inclui uma conversa com Paulo Castagna e comentários sobre o trabalho com manuscritos musicais, no Arquivo da Cúria Metropolitana de São Paulo. Com relatos gerais sobre o início do domínio europeu no Brasil e sobre a relação dos jesuítas e interesses dos colonos em relação aos indígenas e africanos , que são ligadas à atividade musical dos séculos XVI, XVII e princípios do XVIII, com vários exemplos sonoros, incluindo Matais de incêndios (um Vilancico a quatro vozes), a primeira composição polifônica encontrada em manuscrito musical brasileiro, interpretada por excelentes músicos.

Confira essa preciosidade da História da música e aprenda com detalhes sobre nossa música no começo do Brasil, e a influência européia nela.

Introdução – Vídeo do Capítulo 1.

O segundo capítulo da História da Música Brasileira relata a música de tradição européia composta em Pernambuco, Bahia e São Paulo no século XVIII. Embora a maior parte das obras musicais escritas no Nordeste brasileiro dessa época tenha sido perdida, o programa tenta apresentar as obras dessas regiões antes da Independência. Apesar da influência, a música desta época não pode ser qualificada como período Barroco ou Clássico, esse repertório estende-se das obras portuguesas cantadas no Brasil, do português renascentista Manuel Cardoso, até as composições que apresentam mistura de elementos musicais de vários estilos, incluindo o melodismo da ópera italiana, mesmo na música sacra. Estas peças foram compostas durante a fase escravatórias, época marcada pela matança de comunidades indígenas e tomadas de suas terras para a exploração agro-pecuária, as obras apresentadas neste programa refletem a cultura dos europeus que se beneficiavam do sistema sócio-econômico imposto às comunidades locais. Apesar disto, algumas influências africanas já eram presentes nos lundus, (apesar de nome africanos, o lundu derivou de danças populares de Portugal e Espanha, os fandangos), que circulavam por várias camadas sociais e mesmo em algumas canções que a elite portuguesa praticava em suas casas.
Veja no vídeo abaixo o segundo capítulo da História da Música Brasileira.

Escreva um comentário.

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à História da Música Brasileira: 1º e 2º Vídeo, Relatos, Músicas, Época!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: