Scroll Top

Livros e Literatura

Livro O Diário de Anne Frank- Uma História Real e Emocionante, Resenha

 

 
 

                Se você sempre se interessou pela história das pessoas que viveram na época da Segunda Guerra Mundial, sob a opressão do Nazismo e a aflição dos ataques constantes, o livro “O Diário de Anne Frank” foi feito para você.

                Logo que foi lançado o livro dividiu opiniões já que muita gente não acreditava em sua veridicidade. Acreditava-se ser improvável a existência de um diário tão detalhado que tivesse sido escrito por uma jovem judia escondida durante o Nazismo. Realmente parece história de cinema, mas após um longo processo de testes de caligrafia e estudos foi comprovada a veracidade do diário escrito por Anne Frank.

 

 
 

                Enquanto escrevia o diário, Anne recebeu a notícia que os relatos e documentos da guerra seriam aceitos como evidencias do período. Começou então a reescrever o seu diário com a intenção de torná-lo mais útil e direto para quem viesse a lê-lo. Surgiu então a segunda versão que ficou conhecida como “versão b” do Diário de Anne Frank.

                Após a morte de Anne, os manuscritos foram encontrados por duas moças que os entregaram ao pai da jovem, Otto Frank. Otto resolveu então retirar alguns relatos mais íntimos e pessoais da filha lançando então a “versão c” do diário.

                Depois disso outras revisões foram feitas e algumas versões colocadas em circulação, mais ainda assim se tornou mais conhecida a versão c.

 

 
 

                Ler “O Diário de Anne Frank” é, sem sombra de dúvida, uma experiência única. Nele fica explícita a personalidade de Anne, seu cotidiano antes e durante o período do anexo. Conhecemos sua visão sobre seus familiares, colegas, amigos da família e até mesmo sobre os  garotos.  A linguagem usada por Anne é bastante compreensível, digo mais, mostra que mesmo com a pouca idade a garota já demonstrava ter talento com a escrita.

                O seu relato é muito emocionante especialmente pelo fato de ser algo real. Imaginar que tudo o que está escrito aconteceu de verdade, pensar em como uma jovem cheia de sonhos e sua família foram obrigados e abrir mão de sua liberdade e de qualquer conforto por conta do capricho de um homem, é como entrar na história e sentir a raiva e a tristeza de quem passou por tudo isso.

 

Família de Anne e pessoas que conviveram com ela no Anexo
 

 

                Embora a história seja triste, Anne em momento algum faz com que o leitor tenha pena de sua situação, muito pelo contrário. A garota se mostra bastante positiva e até mesmo conformada com o que ocorre, sem em momento algum perder a esperança de ter de volta sua paz e liberdade.

                No abrigo as pessoas procuram se ocupar esquecer que estão em meio ao caos, ainda que a tarefa fique mais difícil conforme o tempo passa e o cerco contra os judeus começa a se fechar.

 

     

 

                Por fim, “O Diário de Anne Frank” é um livro como poucos, capaz de despertar no leitor sensações que só uma história real em um contexto tão extremo á capaz de despertar. Se você tinha alguma dúvida, leia. Eu recomendo!!! 

Assuntos do Artigo:
  • o diario de anne frank resenha

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Livro O Diário de Anne Frank- Uma História Real e Emocionante, Resenha!


5 Comentários

  1. Luís Jacinto disse:

    É um livro que vale mesmo a pena ler.

  2. larissa disse:

    eu achei o livro muito bom e enteresante

  3. Ger disse:

    Eu amei esse livro, e quando terminei de ler foi como se para mim Anne estivesse morrendo no momento em que fechei o livro.

  4. GERALDA disse:

    li este livro umas quatro vezes,sempre me emocionava e me prendia.

  5. Ana disse:

    Anne Frank:

    Foi o livro mais bonito que já li na minha vida. À medida que o ia lendo, sentia em mim a sensação de que Anne era como a minha melhor amiga, pois sabia todos os seus segredos, desejos, e vivencias.

    Eu sei que este livro pode não vos dizer muito a vocês, mas para mim diz tudo. Afinal esta rapariga era da idade da minha irmã quando foi para o enconderijo, e da minha idade quando morreu, por isso, talvez para mim eu tenha sentido um pouco mais com emoção a sua dor, pois eu imaginei-me nas mesmas condições que ela, e foi aterrorizador.
     Ass: Ana Amaral

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: