Educação Musical

Nacionalismo do Século XIX – Principais Compositores e Países- Confira

 

Mikhail Glinka.

 

……….Por volta da metade do século XIX, quase toda a música fora dominada pela influência Germânica. Esse domínio era visto como uma ameaça à criatividade musical de cada nação, e um obstáculo para o reconhecimento de compositores por seus próprios trabalhos e identidades étnicas de seus países.

………Foi então que a busca por uma voz nacional independente levou compositores de outros países, sentiram a necessidade de descobrir um estilo musical próprio, se libertando da influência Alemã, dando origem a uma forma de romantismo chamado de nacionalismo.

………. A música é considerada nacionalista  quando expressa fortes sentimentos por seu país, ou quando torna facilmente identificável sua nacionalidade. O folclore foi o material que estava ao alcance destes compositores, e que foi usado como base de seus trabalhos. Foi usado ritmos e melodias do folclore de seus países, cenas tiradas do dia a dia, lenda e história de suas terras como base para compor óperas e poemas sinfônicos e atingir seus objetivos.

……….A Rússia, Bohêmia e a Espanha foram os países que mais se destacaram e mostraram a música nacionalista no romântismo.

 

Antonín Dvorak.

 

……….Na Rússia, o primeiro compositor a trazer elemento nacionalista para a música foi Mikhail Glinka. Reconhecido tanto pelos europeus como pelos russos como um compositor genuinamente nacional e de valor comparável aos compositores ocidentais. A ópera patriótica “Uma vida pelo Czar” (1836), foi a que firmou a reputação e liderança de Glinka, que só foi tomada em 1860, pelo “grupo dos cinco” ou o “Grupo poderoso”ou moguchay kuchka, que era composto por Mily Balakirev (1837-1910), Alexander Borodin (1833-1887), César Cui (1835-1918), Modest Musorgsky (1839-1881), e Nicolai Rimsky-Korsakov (1844-1908). Um grupo extremamente unido de jovens compositores, que por não haver onde estudar, se auto instruiam.

 

 

……….Na Boêmia, os compositores que se destacaram na música nacionalista foram B. Smetana, com sua ópera A noiva vendida, inspirada na vida campestre tcheca e  e nos seis poemas sinfônicos intitulados Má Vlast (Meu país), baseados em cenas e lendas tchecas e Antonín Dvorak, que escreveu poemas sinfônicos baseados em lendas tchecas (frequentemente macabras).

……….Na Espanha, Isaque Albéniz, um pianista, E. Granados e M. De Falla foram os compositores que maisse destacaram com composições nacionalistas.

……….Outros países como Noruega, que teve Edvard Hagerup Grieg (1843-1907) se destacando como compositor nacionalista, sendo suas melhores obras as peças breves para piano, as canções e a música de cena orquestral para diversas peças teatrais. Na Finlândia, Jean Sibelius (1865-1957), um grande conhecedor da literatura de seu país, principalmente da Kalevala, a epopeia nacional finlandesa (poema épico),  e outros países europeus.

 

……….O que você achou do resumo da história da música nacionalista do século XIX??? Comente.

Assuntos do Artigo:
  • compositores nacionalistas
  • nacionalismo musical no séc 19
  • principais cantores do sec xix

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.