Scroll Top

História da Música

O que é Tocata na História da Música – Saiba Tudo sobre

 

         Tocata foi um gênero da música do Renascimento, feita para instrumentos de tecla. As seções não fugadas da tocata, tinham um ritmo livre ou irregular contrastando com uma batida propulsora incessante em semicolcheias, frases voluntariamente irregulares, mudanças repentinas e bruscas de textura. A tocata Barroca tem mais seções e aumentou de tamanho, intensidade e virtuosidade em relação à versão Renascentista, atingindo alturas de extravagâncias equivalentes aos impressionantes detalhes vistos nas arquiteturas do período. Com freqüência possui corridas rápidas e arpejos alternando com acordes ou seções de fuga.

         O efeito de improvisação era obtido principalmente através de uma incerteza estudada no fluxo harmônico da música, por meio de mudanças de direção rápidas e erráticas, ou (no extremo oposto) de um movimento pausado correspondendo longos trechos harmonicamente estáticos, geralmente marcados por extensos pedais. Os compositores usavam a exuberância e o capricho da tocata para exibir as habilidades do executante no teclado e pedais. A exigência do virtuosismo no domínio dos pedais era uma característica especial dos compositores da época.

         Logo foram incorporadas nas tocatas, seções bem definidas de contraponto imitativo, contrastando com o estilo rapsódico habitualmente dominante.

          Destas seções nasceu a fuga, sendo considerada peça independente, seguindo a tocata propriamente dita.

          As tocatas de Buxtehude compõem-se de seções em estilos livres, alternando regularmente com seções igualmente ou mais longas de contraponto imitativo, revelando um maravilhoso sentido de movimento, com grande variedade na figuração, tirando o máximo possível das qualidades específicas do órgão.

          O começo é sempre um estilo improvisatório livre, rematando com uma clara cadência, segue-se depois uma fuga sobre um tema de contorno melódico nítido bem marcado plenamente desenvolvido em contraponto; esta desemboca aos poucos, numa segunda seção de tocata, mais breve que a primeira, conduzindo de novo a uma cadência. Neste ponto a composição pode terminar, regra geral, Buxtehude introduz uma segunda e as vezes uma terceira fuga, com breve interlúdios, culminando numa seção final, em estilo de tocata. Quando há mais de uma fuga, os temas são, na maioria dos casos, variantes de uma idéia musical de base.

Assuntos do Artigo:
  • o que é tocate
  • a história da música de tocata
  • barroco tocata
  • o que uma tocata

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à O que é Tocata na História da Música – Saiba Tudo sobre!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: