Scroll Top

Literatura

Por mares há muito navegados Breve Análise e Resumo do livro

Análise e breve introdução e resumo do livro Por mares há muito navegados

resumo-do-livro-por-mares-há-muito-navegados-alvaro-cardoso-gomes

 

O livro Por mares há muito navegados,  é uma releitura da famosa epopeia portuguesa “Os Lusíadas”.

O livro se passa os tempos atuais diferente da obras lusitana que tem como cenário o Classicismo literário e o período das grandes navegações.

O livro trata do tema de forma aberta e bem explicativa, o que ajuda e muito jovens estudantes que procuram conhecer melhor “Os Lusíadas” de forma simples e divertida.

 O trabalho conta ainda com a biografia do autor Álvaro Cardoso Gomes e a Escola Literária Classicismo que ajudam a entender melhor o porquê da forma como Camões escrevia e o contexto de sua aclamada obra.

 

Resenha do livro Por mares há muito navegados

O livro conta a história de André, mais conhecido como Dedé, um jovem popular e inteligente que não gosta muito de estudar. O garoto fica inconformado ao descobrir que terá que ler "Os Lusíadas" durante as férias, justo as férias em que ele havia combinado com seu pai de fazer uma viagem de veleiro.

Para não perder a viagem dos sonhos nem deixar de fazer o dever, Dedé recorre a Teto, seu amigo universitário que ama literatura e sabe tudo sobre Camões. Teto começa a dar aulas particulares ao amigo que o convida para que entre nessa aventura.

Teto não aceitaria se a rota da viagem marítima não fosse a mesma que foi feita pelos portugueses e descrita n'Os Lusíadas. Além do mais Catarina, o grande amor de sua vida estará nessa viagem…

E assim os amigos embarcam em uma aventura


Veja análise do livro Por mares há muito navegados

A leitura do livro “Por mares há muito navegados” acompanhada da elaboração deste trabalho nos permitiu entender melhor a escola literária Classicismo e principalmente ter grande contato com a obra retratada, “Os Lusíadas”.

 “Os Lusíadas” é uma epopeia escrita pelo poeta português Luis Vaz de Camões. Toda dividida em Cantos a obra narra a expedição do herói Vasco da Gama em busca das Índias Orientais onde eram vendidas as especiarias, indispensáveis para os europeus.

O livro é uma releitura da famosa epopeia e como tal faz menção a ela, mas de maneira atual. A história se passa nos dias de hoje onde um garoto se vê preocupado com a possibilidade de perder suas férias por causa de um dever de casa do professor de Literatura. O modo como Dedé vê a tarefa mostra o preconceito que a grande maioria dos jovens têm de obras antigas e com linguagem rebuscada.

Por outro lado o livro nos apresenta Luís Alberto, um garoto que diferente do amigo é apaixonado por Literatura e vê nos livros muito mais do que papel impresso. O jovem é incluído na viagem planejada por Seu Walmyr e realiza o sonho de viver uma aventura como a de suas obras favoritas. Sua presença é indispensável para a compreensão de certos pontos da releitura, especialmente para os leitores que não conhecem a obra original muito bem.

 Para atingir o seu objetivo, de contar “Os Lusíadas” de uma forma diferente, o livro usa de pequenas “coincidências”. Além de estarem na mesma rota feita por Vasco da Gama as personagens da história começam a viver situações muito parecidas com as enfrentadas pelo herói lusitano. Em todas essas situações acontece a intervenção de Luís Alberto que sempre recorre ao seu exemplar de “Os Lusíadas” para explicar ou contar algum trecho da epopeia que é comparada a circunstância vivida.

Apesar da obviedade com que as coisas acontecem não há como não se surpreender com a forma como as duas histórias são ligadas mesmo tendo tempos, personagens e finalidades tão diferentes.   

No momento em que Dona Nice tenta impedir que Seu marido parta para a “viagem maluca” por exemplo. Quem conhece a obra original percebe logo a semelhança, mas ainda assim o modo como a questão é abordada no livro ajuda a compreender melhor o episódio do Velho do Restelo e até mesmo, por que não, fixar sua essência de forma mais clara.    

Outro ponto muito importante do livro são as explicações de Luis Alberto. Por se tratar de um jovem de dezoito ou dezenove anos ele fala sobre “Os Lusíadas” de uma forma simples de entender e com linguagem fácil. Esses trechos acrescentam conteúdo ao livro e cumprem com o seu objetivo de inserir o leitor no universo camoniano.

Sem mais delongas podemos concluir que o livro, apesar de atual consegue recontar a história vivida por Vasco da Gama com perfeição e mais do que isso, despertar o interesse nos jovens tornando tudo mais claro sem tirar a beleza dos versos tão bem escritos por Camões.

Escreva seu comentário sobre a análise e resumo do livro Por mares há muito navegados.

Assuntos do Artigo:
  • por mares ha muito navegados resenha

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (1 Votos, Média: 5,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Por mares há muito navegados Breve Análise e Resumo do livro!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: