Notícias

Questão Palestina: Origem dos Conflitos Árabes x Judeus, Resumo

israel-palestinaQuestão Palestina: Origem dos Conflitos Árabes x Judeus, Resumo

Ouve-se muito na mídia e nos livros didáticos a respeito da Questão Palestina e os conflitos entre árabes e judeus. Entretanto, pouco se sabe de fato sobre a Origem dos conflitos entre Israel e a Palestina. Por isso neste post nós resolvemos falar um pouco sobre essa disputa territorial da forma mais objetiva possível.

Para começar, a região que recebe o nome de Palestina nada mais é do que uma estreita faixa de terra desértica situada entre o Líbano e o Egito, ao longo do mar Mediterrâneo e os conflitos nesta região vem desde os tempos de Abraão. Essa área era habitada pelos judeus, povo descendente dos hebreus, até que eles fossem expulsos de lá pelos romanos no início da era cristã. Esse movimento ficou conhecido como Diáspora e permitiu que essa região fosse povoada pelos palestinos que lá permaneceram por séculos.

Os judeus acabaram se dispersando pelo mundo, mas levavam consigo o desejo de reaver a unidade nacional, desejo esse que foi muito bem descrito pelo escritor húngaro Theodor Herzl, o criador do movimento sionista. O Sionismo defendia, entre outras coisas, a criação de um Estado judaico na região da antiga Judeia, atual Palestina.

Como ao final da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) a Inglaterra tinha ficado com algumas áreas do antigo Império Otomano, dentre elas a Palestina, aos poucos colonos judeus migraram para a região sob a promessa de que tomariam posse do território novamente. Foi então que começaram os choques entre árabes e judeus!

Com o início da Segunda Guerra Mundial (1939-1945)  e a ascensão do nazismo, o contingente de imigrantes judeus só aumentou e tornou-se necessária a Partilha da Palestina, como ocorreu em 1947. Um ano depois, em 14 de maio de 1948, houve a criação do Estado judaico – Israel, não reconhecido pelos palestinos que haviam declarado guerra aos israelenses.

territorio-palestino

Houve muitos conflitos entre palestinos e israelenses, e em quase todos os árabes saíram derrotados. A consequência disso foi a quase extinção do território árabe na Palestina, que obrigou milhares de palestinos a viverem como refugiados nos países vizinhos. Como reação as sucessivas derrotas foi criada a OLP, organização política e militar liderada por Iasser Arafat que se tornaria única representante do povo palestino reconhecida pela ONU.

Após Arafat renunciar ao terrorismo e o líder israelense Itzhak Rabin declarar que dialogaria diretamente com a OLP, foram assinados os Acordos de Oslo. Esses acordos garantiam, entre outras coisas, a devolução dos territórios de Gaza e Cisjordânia aos palestinos, o reconhecimento do Estado de Israel e o fim dos conflitos.

Parecia que a guerra entre árabes e judeus chegaria ao fim, mas o desrespeito mútuo os acordos fez que os dois povos voltassem a se enfrentar com atentados terroristas e mortes de civis. Já em 2003 buscou-se novamente um consenso através do Acordo de Genebra, mas esse não obteve sucesso e até os dias de hoje o futuro das duas nações é incerto.

Mas e você, o que achou do texto? Ele te ajudou a entender a Questão Palestina?

Deixe o seu comentário aqui no blog Essas e Outras.

Assuntos do Artigo:
  • questão palestina resumo
  • os conflitos entre arabes e judeus e a questão palestina
  • sintese sobre os conflitos entre arabes e judeus e a questao palestina
  • CONFLITOS ENTRE ÁRABES E JUDEUS E A QUESTÃO PALESTINA
  • os conflitos entre arabes e judeus e a questão palestina resumo
  • questão palestina
  • resumo sobre os conflitos entre árabes e judeus e a questão palestina

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.