Scroll Top

Lição de casa

Respiração Aeróbia – Glicólise, Ciclo de Krebs e Cadeia Respiratória

 

 

               A respiração é um processo de obtenção de energia que pode ser definido em aeróbia e anaeróbia. Neste post falaremos um pouco sobre a Respiração Aeróbia, como ela funciona e qual é a sua importância. Confira:

               A respiração aeróbia recebe este nome porque necessita de oxigênio livre. Precisa também de matéria orgânica que pode ser aminoácidos, ácidos graxos e mais. Por hora falaremos um pouco da respiração a partir da Glicose, que pode ser dividida em duas fases: anaeróbia e aeróbia.  

 

              *Glicólise (anaeróbia)

 

               A fase anaeróbia é formada pela Glicólise, processo que ocorre no citosol (citoplasma) onde um molécula de glicose é decomposta em duas moléculas de piruvato, um açúcar mais simples. A reação é a seguinte:

 

 

               Perceba que ssa etapa ocorre sem a necessidade de oxigênio livre e por isso recebe o nome de anaeróbia, mesmo pertencendo a respiração aeróbia.

               O ácido pirúvico produto da glicólise vai até a mitocôndria onde perde uma molécula de CO2 se transforma em Acetil-CoA. Inicia-se então o Ciclo de Krebs.

 

               *Ciclo de Krebs ou do Ácido Cítrico

 

               Recebe este nome porque foi descrito pelo bioquímico Hans Adolf Krebs por volta de 1943. Este ciclo acontece dentro da matriz mitocondrial e inicia-se quando o piruvato é transformado em acetil CoA (coenzima A). A combinação do ácido acético com o oxalacetato presente na matriz mitocondrial resulta na formação do citrato.

               Ocorre então uma série de reações químicas das quais serão formados: 6 moléculas de NADH, 2 moléculas de FADH, 2 moléculas de ATP e 4 moléculas de CO2. Confira o esquema:

 

 

 

               * Cadeia respiratória

 

               Processo complexo que ocorre nas cristas mitocôndriais. Nele o hidrogênio que se encontra nos FADH2 e NADH2 se desprende se seus transportadores e reage com o oxigénio, formando água. Cada NADH2 decomposto produz 3 ATP e cada molécula de FADH2 rende cerca de 2 ATP.

               Assim o saldo da cadeia respiratória é além da água, de 32 a 34 ATP. Somadas as moléculas que resultaram de outros processos a respiração aeróbia tem um saldo final de 36 a 38 ATP’s.

 

 

               De maneira bastante simplificada podemos representar o processo de respiração aeróbia da seguinte forma:

 

C6H12O6 + 6 O2 -> CO2 + 6 H2O + 38 ATP

 

               Confira o vídeo que nós separamos:

 

http://www.youtube.com/watch?v=BkYt4VphZWU

 

               E então, gostou da explicação??? Ficou faltando alguma coisa??? Comente.

Assuntos do Artigo:
  • glicolise ciclo de krebs e cadeia respiratoria
  • cadeia respiratoria
  • ciclo de krebs
  • glicolise ciclo de krebs
  • glicolise ciclo de krebs cadeia respiratoria
  • ciclo de krebs e cadeia respiratória
  • glicólise e ciclo de krebs

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) (1 Votos, Média: 3,00 out of 5)
Loading...

Artigos Relacionados à Respiração Aeróbia – Glicólise, Ciclo de Krebs e Cadeia Respiratória!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: