Scroll Top

Comportamento

Síndrome do Ninho Vazio Afeta os Pais: O Que É, Tratamento Como Evitar

.

.

……………..Você já ouviu falar em “Síndrome do Ninho Vazio“??? O distúrbio afeta pais que vêem o filho sair de casa para estudar, morar sozinho ou casar e sentem um enorme desânimo. Além da sensação de dever cumprido, eles sofrem à dor da separação de forma muito aguda e precisam de tratamento.

……………..A sensação de estranheza e vazio quando um filho sai de casa é natural, mas não pode ser exagerada. Pais possessivos, que sofrem de depressão ou dificuldade de lidar com mudanças, em geral, costumam viver um inferno. Uma sensação de abandono, solidão e uma saudade incontrolada.

……………..A crise existencial costuma durar no máximo um ano, sendo que o tempo é determinado por alguns fatores que não podem ser generalizados. Estão inclusos: número de filhos, comportamento, capacidade de enfrentamento, entre outras coisas. Essa síndrome é bem mais comum nas mães que geralmente vivem em função dos filhos.

.

.

……………..Ao contrário do que muita gente pensa o distúrbio não atinge só os pais. Ele pode afetar ainda avós, tios e todas as pessoas que convivam com esse jovem ou adulto que deixa o lar. Nesse caso é importante enfrentar a perda e dar um jeito de diminúi-la, mas nunca fugir dela.

……………..Os casos mais graves pedem o acompanhamento de um profissional. Geralmente pessoas otimistas, com forte estrutura familiar e meios de distração cotidiana sofrem menos com a “perda” dos filhos, mas existem fatores psicológicos que também devem ser levados em consideração.

……………..Mas e você, conhece alguém que passe por isso??? Conte-nos a sua história.

Assuntos do Artigo:
  • sindrome do ninho vazio tratamento
  • sindrome do ninho vazio sintomas
  • sindrome do ninho vazio
  • a síndrome do ninho vazio pode causar queda de cabelo

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Síndrome do Ninho Vazio Afeta os Pais: O Que É, Tratamento Como Evitar!


4 Comentários

  1. Daniela disse:

    Não sei se tenho essa síndrome do ninho vazio,mas andei pesquisando meus sintomas.
    A minha história e o seguinte.
    Tenho 24 anos,não trabalho fora,tenho2 filhos,3 e 6 anos.
    O meu filho de 6 anos vai a escola desde os 4 anos.Quando ele começou a frequentar a escola,foi muito difícil pra mim.Ele chorava,e eu também.Mas aos pouco tudo foi dando certo.Eu levava e buscava pessoalmente todos os dias,eu era muito presente na escola.Tinha um relacionamento quase íntimo com as professoras que ele teve.
    Agora que ele completou 6,mudou de escola.A escola é distante da minha casa e não tem como eu levá-lo pessoalmente,e agora ele vai de transporte escolar.Está indo tudo bem com ele,não reclama de nada e está adorando a mudança de rotina.O problema é comigo.
    Eu me sinto muito mal em deixá-lo na escola.(resumindo)Eu acho que pode acontecer de tudo de mau com ele,quando ele não esta perto de mim.Estou sofrendo muito com isso,fico muito preocupada com ele,insegura,angustiada,depressiva.Tento nunca falar disso com ele,não quero que ele se sinta inseguro.Estou sofrendo muito,me ajudem.

  2. marluce disse:

    agora estou escrevendo e chorando ao mesmo tempo, tenho 2 filhas uma de 23 e outra de 25, meu divorcio ocorreu qdo elas tinham 11 e 12 anos, a partir desse momento sem pensao, minha dedicacao foi inteira a elas, como sempre morei com minha mae, trabalhei muito para que mantivessem o mesmo padrao de vida, as duas sao formadas e agora a mais nova de 23  vai casar dia 17/04/2014,estou sem saber como agir ela sempre dormiu comigo e ja me vejo sozinha na cama e sem animo para nada, a outra estava noiva, mas ontem terminou um relacionamento de 6 anos, tb sofri pq gosto do rapaz, a que vai casar, vai embora para londres em julho, essa distancia ja esta me matando, ontem trouxe um ovo de pascoa e falou este eh uma delicia, aproveita q vai ser o ultimo, nossa me senti morta, estou sem saber o que fazer e como agir estou em tratamento de depressao a 1 ano, mas so tomo o remedio para dormir, me ajudem por favor.

    • Graci disse:

      OLá Marluce

      pense que você não está perdendo uma filha, mas ganhando um filho. É triste este momento, mas procure olhar o lado bom das coisas, não deixe o desânimo te dominar.

      Quando se sentir mal, (além de procurar seu médico para novas medicações se necessário), saia de casa, se arrume, fique linda e cheirosa e vá fazer compras, andar pelo shopping, olhar vitrines, fazer caminhadas pela manhã, assim você vai conhecer gente nova, conversar e ter mais coisas boas para pensar.

      “A arma do opressor é a mente do oprimido”, não deixe que pensamentos negativos te dominem, você é uma vencedora, criou suas filhas sozinhas com muita dedicação, sua missão foi muito bem cumprida, se orgulhe disto, você ajudou formar uma nova família de bem.

      Procure novas formas de ser feliz, num trabalho voluntário, um artesanato, um trabalho que tome seu tempo e seja uma distração e lazer.

      Seja feliz, você merece!!!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: