Artes

Tarsila do Amaral – Pintora e Desenhista Brasileira Modernista – Obras

Tarsila do Amaral – Pintora e Desenhista Brasileira Modernista – Obras

Tarsila do Amaral

Tarsila foi uma grande pintora Brasileira, Artista Símbolo do Modernismo Brasileiro. Nasceu em Capivari, interior de São Paulo em 1 de setembro de 1886, na Fazenda São Bernardo.

De família rica, teve uma infância abastada, com 7 irmãos em uma das fazendas do pai. Estudou em colégio de freira em São Paulo. Completou os estudos em Barcelona, Espanha, no colégio Sacré-Coeur. Desde pequena já se interessava por arte.

Tarsila do Amaral era uma mulher culta, o que foi o estopim para o fim do seu primeiro casamento, do qual teve sua única filha Dulce.

Carreira artística de Tarsila do Amaral

Iniciou sua carreira artística em 1917 com o professor Alexandrino Borges. Estudou mais tarde com o alemão George Fischer Elpons. Em 1920 Tarsila viajou a Paris, onde frequentou a Academia Julian onde desenhava Modelos vivos e Nús artisticos. Estudou também na Academia de Émile Renard.

Ao voltar ao Brasil, Tarsila do Amaral foi apresentada numa confeitaria Paulista por Anita Mafaldi aos modernistas Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del Ricchia. A partir desse encontro formou-se o grupo dos cinco. (Arte Moderna Brasileira).

Em 1923, viajou com Oswaldo de Andrade para Portugal e Espanha. Retornou a Paris onde se fez amiga de artistas cubistas com Pablo Picasso e Fernand Líger, visitando a academia desse mestre, de quem pegou influência como a técnica lisa  de pintura e do modelado legeriano.

 Em 1924, de volta ao Brasil em viagem, Tarsila iniciou sua fase artística "Pau-Brasil", usando temas, cores brasileiras e tropicais em suas telas.

Casou-se em 1926 com Oswaldo de Andrade. No mesmo ano realizou sua primeira exposição individual na galeria Percier, em Paris. Em 1928 Tarsila do Amaral pintou o Abaporu, obra que deu origem ao Movimento Antropofágico, idealizado por Oswaldo de Andrade.

Tarsila expõe seu trabalho pela primeira vez em 1929 no Rio de Janeiro. Nesse ano, trágicos acontecimentos como desilusão amorosa e financeira fazem Tarsila sofrer, levando-a a dedicar-se mais ao seu mundo artístico.

 Em 1930 conseguiu o cargo de Conservadora da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Organizou o catálogo da coleção do primeiro museu de Arte Paulista. Perdeu o cargo com a queda de Julio Prestes e o governo provisório de Getúlio Vargas.

Após a crise de 1929 com a perda de seus bens, Tarsila vendeu alguns de seus quadros particulares para poder viajar à União Soviética. Em suas viajem com seu terceiro marido o médico nordestino Osório César, Tarsila passou dificuldades, onde se sensibilizou com os problemas da classe operária, onde precisou trabalhar para arrecadar dinheiro para voltar ao Brasil.

É no Brasil presa e acusada de subversão por participar de reuniões políticas de esquerda e ter chegado de URSS, sendo considerada suspeita.

Tarsila do Amaral passou por uma  fase temática mais social em 1933, quando pintou o quadro "Operários" e "Segunda Classe". Casou-se pela quarta vez com o escritor Luís Martins, vinte anos mais velho com quem viveu dos anos 30 aos anos 50.

A partir dos anos 40, Tarsila do Amaral retoma estilos das fases anteriores em suas pinturas. Em 1960 ganha uma retrospectiva no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) e expõe seus quadros na 1ª e 2ª Bienal de São Paulo. Apresenta-se na 32ª Bienal de Veneza e é tema da sala especial na Bienal de São Paulo.

Adoeceu em 1965, já vivendo sozinha, e ao fazer uma cirurgia de coluna, após um erro médico ficou paraplégica. Perdeu a filha Dulce em 1966, tristezas que a levou a se aproximar do espiritismo. Fez muitas doações, com renda obtida da venda de suas telas para instituições coordenadas por Chico Xavier.

Tarsila do Amaral faleceu em 17 de janeiro de 1973 com depressão e foi enterrada no Cemitério da Consolação, vestindo branco como desejava.

Escreva um comentário aqui no blog EssaseOutras.

Assuntos do Artigo:
  • obras de tarsila do amaral
  • nomes das obras de tarsila do amaral

Comente Via FaceBook

Comentários


Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

11 Comentários

  1. rafaela disse:

    goste!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. gustavo disse:

    legal

  3. oi pessoal meu nome é tarcila do amaral ali no meu retrato era quando eu era nova de 30 anos agora eu tenho 48 anos ali agora eu mudei de nome agora meu nome é barbara martins que é mais bonito dai eu queria esse

    quer conversar? é só acessar:barbara_martins50@hotmail.com meu numero de telefone é:(48)91483358 barbara martins ou tarcila do amaral é melhor me chamar de tarcila do amaral ta um garande ABRAÇO e um BEIJÃO e até a proxima vez que eu vier ta TCHAU

  4. kariane e gabriel disse:

    a doramos Muito legal

  5. adoro essa galerinha obrigadooo pelos comentarios

  6. livia disse:

    OI OS DESENHOS DO TARCILA DO AMARAL É MUITO LEGAL QUE ELE CONTENUA A FAZER MAS E MAS TELAS

  7. mary disse:

    que legal esses desenhos

  8. Queilla disse:

    Achei muito legal as obras e as escritas que fala sobre a vida e das obras de Tarsila Amaral .Me ajudou muito com o meu trabalho de artes….continuem sempre colocando mais coisas novas e incentivando as pessoas a conhecer as obras de Tarsila Amaral….

  9. Guilherme disse:

    Adorei.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.