Scroll Top

Saúde

Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade: Sinais e Sintomas

 

 

 

              Hoje em dia muito se ouve falar sobre Trastorno de déficit de atenção e hiperatividade. Mais na verdade, o que é esse transtorno?  Como identificar? Confira agora!

             É importante saber que a característica essencial do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade é um padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade, mais freqüente e severo do que aquele tipicamente observado em indivíduos em nível equivalente de desenvolvimento. A maioria dos sintomas já estão presentes antes dos 7 anos, porém muitos indivíduos são diagnosticados depois. Algum prejuízo decorrentes dos sintomas deve estar presente em pelo menos dois contextos (por ex., em casa e na escola ou trabalho) e deve haver claras evidências de interferência no funcionamento social, acadêmico ou ocupacional.

              Os indivíduos com este transtorno podem não prestar muita atenção a detalhes ou podem cometer erros por falta de cuidados nos trabalhos escolares ou outras tarefas. O trabalho freqüentemente é confuso, os indivíduos com freqüência têm dificuldade para manter a atenção em tarefas e consideram difícil persistir em tarefas até o fim. A impressão que se tem é que eles estão com a mente em outro local, ou não escutam o que  é dito. 

 

 

              Os indivíduos diagnosticados com este transtorno podem iniciar uma tarefa, passar para outra, depois voltar a atenção para outra coisa antes de completarem qualquer uma de suas incumbências. Freqüentemente não atendem a solicitações ou instruções e não conseguem completar o trabalho escolar ou outros deveres.

              Em geral eles evitam ou têm forte antipatia por atividades que exigem dedicação ou esforço mental prolongados ou que exigem organização ou concentração (por ex., trabalhos escolares ou burocráticos). Nas situações sociais, a desatenção pode manifestar-se por freqüentes mudanças de assunto, falta de atenção ao que os outros dizem, distração durante as conversas e falta de atenção a detalhes ou regras em jogos ou atividades.

              A hiperatividade pode manifestar-se por inquietação ou remexer-se na cadeira, por não permanecer sentado quando deveria, por correr ou subir excessivamente em coisas quando isto é inapropriado, por dificuldade em brincar ou ficar em silêncio em atividades de lazer, por freqüentemente parecer estar “a todo vapor” ou “cheio de gás” ou por falar em excesso. A hiperatividade pode variar de acordo com a idade e nível de desenvolvimento do indivíduo, devendo o diagnóstico ser feito com cautela em crianças pequenas. Os bebês e pré-escolares com este transtorno diferem de crianças ativas, por estarem constantemente irrequietos e envolvidos com tudo à sua volta; eles andam para lá e para cá, movem-se “mais rápido que a sombra”, sobem ou escalam móveis, correm pela casa e têm dificuldades em participar de atividades sedentárias em grupo durante a pré-escola (por ex., para escutar uma estória). 

             Em crianças em idade escolar os comportamentos são similares, mas em geral com menor freqüência ou intensidade do que bebês e pré-escolares. Em adolescentes e adultos, os sintomas de hiperatividade assumem a forma de sensações de inquietação e dificuldade para envolver-se em atividades tranqüilas e sedentárias. Os indivíduos com este transtorno tipicamente fazem comentários inoportunos, interrompem demais os outros, metem-se em assuntos alheios, agarram objetos de outros, pegam coisas que não deveriam tocar e fazem palhaçadas.

             As manifestações comportamentais geralmente aparecem em múltiplos contextos, incluindo a própria casa, a escola, o trabalho ou situações sociais. Os sintomas tipicamente pioram em situações que exigem atenção ou esforço mental constante ou que não possuem um apelo ou novidade intrínseco. Os sinais do transtorno podem ser mínimos ou estar ausentes quando o indivíduo se encontra sob um controle rígido, está em um contexto novo, está envolvido em atividades especialmente interessantes, em uma situação a dois ou enquanto recebe recompensas freqüentes por um comportamento apropriado.
            Assista um vídeo sobre o assunto e entenda melhor esse transtorno.

 

http://www.youtube.com/watch?v=W_mhjKLsnsk

 

Assuntos do Artigo:
  • sinais de hiperatividade
  • hiperatividade sinais e sintomas

Comente Via FaceBook

Comentários

1 Estrelinha =(2 Estrelinhas3 Estrelinhas4 Estrelinhas5 Estrelinhas =) Classifique Nosso Artigo de 1 à 5 Estrelas :)
Loading...

Artigos Relacionados à Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade: Sinais e Sintomas!


Seja o primeiro a comentar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo: